As dificuldades no ensino-aprendizagem da disciplina geografia na Unidade Escolar Godofredo Freire

Silvana Araújo Maciel

Resumo


Estudar Geografia é um fator importante na vida social dos alunos. Ajuda-os a entender a necessidade de conhecer o nosso espaço geográfico e a compreender melhor o mundo. Mas, às vezes, a maneira que esta sendo ensinada nas escolas, faz com que o aluno perca o interesse e crie dificuldades na aprendizagem. O objetivo desse trabalho foi analisar as principais dificuldades enfrentadas pelos professores e alunos no ensino-aprendizagem da disciplina de Geografia na Unidade Escolar Godofredo Freire em Teresina, Piauí. Na busca de respostas, foi utilizada a pesquisa do tipo qualitativa e quantitativa, a revisão bibliográfica, em autores como: Callai (2003); Cavalcante (2002) e Castrogiovanni (2007), a qual possibilitou uma melhor compreensão sobre o tema, foi desenvolvida também a pesquisa de campo com as técnicas de observação direta, aplicação de questionários, direcionados aos alunos, e entrevistas com os professores de Geografia. Com os resultados da pesquisa poderemos perceber que os principais responsáveis pela existência das dificuldades no ensino-aprendizagem da disciplina de Geografia são os professores e os alunos, que na maioria das vezes, não quererem enfrenta-las, prejudicando assim, a carga de conhecimento que o ensino da Geografia tem a oferecer.

 


Palavras-chave


Dificuldades. Ensino-aprendizagem. Educação.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: Geografia. Brasília: MEC/SEF, 1997.

_______. Parâmetros Curriculares Nacionais: História e Geografia. Brasília: MEC/SEF, 1998.

CALLAI, Helena Copetti. A formação do profissional de geografia. Ijuí: editora Ijuí, 2003.

CALADO, F. M. Ensino de geografia e o uso recursos didáticos e tecnologias. In: Revista Eletrônica de Educação, Fortaleza, 2012.

CASTROGIOVANNI, Antônio Carlos. “Para entender a necessidade de práticas prazerosas no ensino de geografia na pós-modernidade”. In: REGO, Nelson- Porto Alegre: Artmed, 2007.

CAVALCANTE, L. S. Geografia e praticas de ensino. Goiânia: Alternativa, 2002.

FALAVIGNA, Gladis. Inovações centradas nas multimídias repercussões no processo ensino aprendizagem. Porto Alegre. 2009.

FREITAS, Olga. Equipamentos e materiais didáticos. Brasília: Universidade de Brasília, 2007.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

GEBRAN, Raimunda Abou. “A geografia no ensino fundamental- Trajetória histórica e proposições pedagógicas”. IN: Revista Eletrônica Boletim Paulista de Geografia: São Paulo, 2003.

HAIDT, R. C. C. Curso de Didática Geral. São Paulo: Ática, 2006.

MIRANDA, S. L. O lugar do desenho e o desenho do lugar no ensino de geografia: contribuição para uma geografia escolar crítica. Rio Claro: UNESP, 2005. (Tese)

MORAES, C. R. Motivação do aluno durante o processo de ensino-aprendizagem. IN: Revista eletrônica de Educação, 2007.

MORAES, Antônio Carlos Robert. Geografia: Pequena História Crítica. São Paulo: Hucitec, 1984.

MORMUL, N. M; ROCHA, M. M. Breves considerações acerca do pensamento geográfico: elementos para análise. In: Geografia ensino & pesquisa. Paraná, 2013.

PILETTE, Claudino. Didática Geral. São Paulo: Ática, 2006.

PUNTEL, G.A; “Os mistérios de ensinar e aprender Geografia”. In: REGO, Nelson- Porto Alegre: Artmed, 2007.

RIBEIRO, M. L. S. História da Educação Brasileira: a organização escolar. Campinas: Autores Associados, 2000.

SILVA, C. D. O uso do Data Show no ensino superior. Teresina: UFPI, 2013.

VLASH, V.R. F; “O ensino de Geografia no Brasil: Uma perspectiva histórica”. In Vesentini, J. W. (org) São Paulo: Papirus, 2004.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 PESQUISAR – Revista de Estudos e Pesquisas em Ensino de Geografia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Pesquisar - Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSN 2359-1870

v. 2, n. 1, nov. 2017