A Simplificação como traço de um habitus tradutório para a Antropologia brasileira em língua inglesa: um estudo baseado no corpus da obra O povo brasileiro de Darcy Ribeiro

Talita Serpa, Diva Cardoso de Camargo

Resumo


O objetivo deste trabalho é investigar o comportamento linguístico-social de um tradutor, analisando, para isso, o uso de traços de simplificação no processo tradutório para o inglês da Antropologia desenvolvida por Darcy Ribeiro. Para tanto, nos valemos de um corpus composto pela obra O povo brasileiro (1995); e pela respectiva tradução, realizada por Rabassa. A metodologia foi a dos Estudos da Tradução Baseados em Corpus (BAKER, 1993, 1995, 1996; CAMARGO, 2005, 2007), da Linguística de Corpus (BERBER SARDINHA, 2004) e da Terminologia (BARROS, 2004). Adotamos também a Sociologia da Tradução (SIMEONI, 1998, 2007; GOUANVIC, 1995, 1999), e o conceito de habitus, proposto por Bourdieu (1980). Notamos que essa disposição por simplificar pode ser encontrada na tradução do texto de Ribeiro, evidenciando as dificuldades de conceituar o universo brasileiro.


Palavras-chave


Estudos da Tradução Baseados em Corpus; Simplificação; Habitus.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


In-Traduções ISSN 2176-7904, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.